Qualidade no mundo

04/09/2017 10:05

Novo padrão ISO em detectores de fogo por vídeo

A detecção precoce de fogo e fumaça é essencial para salvar vidas, propriedades e meio ambiente. A tecnologia moderna, como os detectores de fogo por vídeo, especialmente em alguns locais de alto risco como túneis, ambientes de petróleo e gás, edifícios públicos ou áreas de armazenamento, permitem uma resposta rápida a um potencial incêndio. Uma nova especificação técnica ISO sobre detectores de fogo de vídeo ajuda a garantir equipamentos mais eficientes e confiáveis.

De acordo com o Centro de Estatísticas de Incêndios (CFS) da Associação Internacional de Serviços de Incêndio e Resgate (CTIF), entre 31 países que representam 14% da população mundial, os serviços de combate a incêndios relataram 3,5 milhões de incêndios, 18,5 mil mortes pelo fogo e 45,0 mil civis com ferimentos por incêndio em 2015.

A ISO / TS 7240-29: 2017, Sistemas de detecção e alarme de incêndio - Parte 29: Detectores de incêndio por vídeo, especifica requisitos, métodos de teste e critérios de desempenho para detectores de fogo por vídeo (VFD) que operam no espectro visível, para uso em detecção e alarme de incêndio.
Até agora, não havia nenhuma especificação internacional abrangente para detectores de fogo por  vídeo e a ISO / TS 7240-29 fornece a primeira plataforma para a aceitação internacional de uma especificação uniforme.

A  ISO / TS 7240-29 fornece aos proprietários e operadoras de seguros as métricas de consenso internacional para o desempenho de VFDs. Os fabricantes se beneficiarão porque a existência da especificação técnica dá aos usuários e especificadores a confiança para incluir VFDs em seus esquemas de proteção contra fogo, criando um mercado para esses produtos. Para os fabricantes, a especificação técnica fornece uma especificação de projeto para a construção dos produtos ".

https://www.iso.org/news/ref2207.html

voltar