QUALIDADE – Internacional

15/09/2018

Novo padrão internacional para medicina tradicional chinesa acaba de ser publicado

Moxabustão (1) é uma forma de acupuntura que tem sido usada na medicina tradicional chinesa por médicos e terapeutas há milhares de anos, e seu uso está aumentando em todo o mundo. Para garantir a segurança e a qualidade do instrumento utilizado, acaba de ser publicada uma nova norma internacional.

Osteoartrite, queixas digestivas, asma e lesões dos tecidos moles são apenas algumas das muitas queixas médicas que podem ser ajudadas pela moxabustão, uma forma de terapia de calor que visa os pontos de acupuntura no corpo.

Tradicionalmente usando a planta 'moxa', a moxabustão moderna pode envolver o uso de um instrumento semelhante ao moxabustão infravermelho que simula o efeito de aquecimento e o espectro infravermelho da queima da planta para irradiar o corpo nesses pontos.

Com o crescente número de diferentes dispositivos de radiação infravermelha atualmente disponíveis no mercado, a distinção entre eles para garantir sua segurança e eficácia é mais importante do que nunca.

A ISO 20493, Medicina Tradicional Chinesa – Instrumento de moxabustão infravermelho, visa fazer exatamente isso, estabelecendo requisitos mínimos de segurança e qualidade para fabricantes e reguladores.

“A ISO 20493 define o escopo e os requisitos técnicos necessários para garantir a segurança e a qualidade, fornecendo uma base sobre a qual as regulamentações podem ser feitas e, em última análise, facilitando o comércio internacional também”.

(1) De história milenar, originária do norte da China, moxabustão significa, literalmente, "longo tempo de aplicação do fogo", é uma espécie de acupuntura térmica, feita pela combustão da erva Artemisia sinensis e Artemisia vulgaris. É uma técnica terapêutica da Medicina Tradicional Chinesa.

www.iso.org/news/ref2319.html

voltar