Notícias

29/01/2018 05:16

Os requisitos para os materiais isolantes térmicos

Da Redação

 

A NBR 16630 de 09/2017 - Isolantes térmicos flexíveis de espuma elastomérica pré-formados em tubos e mantas - Especificação estabelece os requisitos mínimos para os materiais isolantes térmicos pré-formados de espuma elastomérica flexível na forma de tubos e mantas para aplicação a temperaturas entre - 200 °C e + 175 °C. Não se aplica à segurança associada ao uso do material. É de responsabilidade do usuário, estabelecer as práticas de saúde e segurança adequadas e determinar a aplicabilidade das limitações regulamentares antes de seu uso.

Acesse algumas dúvidas relacionadas a essa norma GRATUITAMENTE no Target Genius Respostas Diretas

Quais as características técnicas qualitativas dos isolantes térmicos de espuma elastomérica flexível dos tipos 1, 2 e 3 em tubos e mantas?

Qual é a resistência à radiação ultravioleta?

Pode-se definir uma espuma elastomérica como sendo uma espuma de células fechadas, predominantemente à base de borracha sintética ou natural, ou da mistura das duas, podendo conter outros polímeros e outras substâncias químicas e aditivos orgânicos ou inorgânicos. O isolante térmico de espuma elastomérica flexível pré-formado deve ser classificado de acordo com a tabela abaixo.

 

 

Os isolantes térmicos de espuma elastomérica flexível são produtos fabricados a partir de borracha sintética, natural ou da mistura das duas, sendo permitida a adesão de outros polímeros, plastificantes, agentes expansores e outros aditivos. Os materiais devem ser de células fechadas e podem ter a superfície lisa de uma ou mais faces, embora esta característica não possa ser considerada para a determinação das características técnicas do material.

O ensaio de condutividade térmica deve ser realizado de acordo com os métodos de ensaio apresentados na ASTM C177 ou ASTM C518. A temperatura média utilizada deve ser de 24 °C. A absorção de água deve ser determinada conforme a EN 13472 para tubos ou EN 1609 para mantas.

O fator de resistência à difusão de vapor de água deve ser determinado de acordo com os métodos de ensaio apresentados na EN 12086 para mantas e na EN 13469 para tubos. Deve ser declarado o valor mínimo do material. Os isolantes térmicos flexíveis de espuma elastomérica devem atender, como característica mínima de reação ao fogo Fs _150 mm em 20 s, à EN ISO 11925-2.

O uso e a aplicação dos produtos devem atender às Legislações locais vigentes. A temperatura máxima de trabalho deve ser determinada conforme a EN 14707 para mantas e a EN 14706 para tubos. O material não pode apresentar deformações dimensionais permanentes superiores a 7 %, após ser submetido à temperatura máxima de trabalho.

A densidade aparente e a resistência à compressão dos isolantes térmicos de espuma elastomérica flexível são requisitos que não podem servir como parâmetros para definir seu desempenho. Devem ser observados os requisitos apresentados na tabela abaixo. A presença de halógeno no material deve ser determinada pelo do método de ensaio apresentado na ASTM C871 ou na DIN/VDE 0472-815.

Neste caso, para ser considerada livre de halógeno, a soma de cloretos, brometos e iodetos presentes no material não pode exceder 0,1 % de sua massa. Os produtos devem estar em conformidade com as características informadas pelo fabricante na ficha técnica ou catálogo do produto. As referências sobre o comportamento dos materiais frente à micro-organismos, quando aplicável, devem ter como base os métodos das ISO 22196 e ASTM G21.

Os isolantes térmicos de espuma elastomérica devem ser protegidos de intempéries, quando armazenados e/ou instalados em ambientes externos ou expostos à radiação UV. A aplicação da proteção do material deve ser feita 36 h após as colagens e não pode ultrapassar 72 h de exposição. Se o prazo de 72 h não for respeitado, deve-se providenciar cobertura provisória de sombreamento em toda a instalação. O isolamento deve estar livre de defeitos que possam afetar negativamente o seu desempenho, como estricções da espessura, rasgos, cortes ou bolhas.

Os isolantes devem ser transportados, manuseados e instalados de forma a não causar danos à sua estrutura que possam afetar negativamente as suas propriedades e o seu desempenho. Devido a fatores como armazenagem, transporte, manuseio e variações de temperatura, os materiais podem sofrem alterações nas características de aparência, que não comprometem o desempenho do produto.

Todos os produtos devem ser identificados com seu modelo e embalados. Estas embalagens devem ser marcadas e as marcações devem conter no mínimo as seguintes informações: identificação do fabricante; nome do produto; modelo do produto; dimensões; lote de fabricação; país de origem. Adicionalmente à etiquetagem ou rotulagem do produto, devem ser atendidas as legislações locais vigentes, aplicáveis ao mercado para o qual o produto se destina.

voltar