QUALIDADE – Notícias

24/04/2017

A segurança de equipamentos elétricos em máquinas

Da Redação

A IEC 60204-1:2016 – Safety of machinery – Electrical equipment of machines – Part 1: General requirements aplica-se a equipamentos e sistemas elétricos e eletrônicos programáveis para máquinas não portáteis durante o trabalho, incluindo um grupo de máquinas que trabalha em conjunto de forma coordenada. O equipamento abrangido por esta parte da IEC 60204 inicia-se no ponto de ligação do fornecimento ao equipamento elétrico da máquina. Esta sexta edição cancela e substitui a quinta edição publicada em 2005 e se constitui em uma revisão técnica.

Esta edição inclui as seguintes mudanças técnicas significativas em relação à edição anterior: adicionados os requisitos para atender às aplicações que envolvem sistemas de propulsão (power drive systems – PDS); revisão dos requisitos de compatibilidade electromagnética (power drive systems – EMC); requisitos mais claros de proteção contra sobrecargas; requisitos para a determinação da corrente nominal de curto-circuito do equipamento elétrico; revistos os requisitos e a terminologia de ligação protetora; reorganização e revisão da Cláusula 9, incluindo os requisitos relativos ao binário seguro do PDS, parada de emergência e proteção do circuito de controle; revisão dos símbolos para atuadores de dispositivos de controle; revisão dos requisitos de documentação técnica; atualização geral das atuais condições nacionais especiais, normas técnicas e referências bibliográficas.

Diagrama de uma máquina típica

Diagrama de uma maquina tipica

Esta parte da IEC 60204 fornece requisitos e recomendações relacionados com os equipamentos elétricos de máquinas, de modo a promover: a segurança das pessoas e dos bens; uma coerência da resposta de controle; e facilidade de operação e manutenção. Mais orientações sobre a utilização desta parte da IEC 60204 constam do Anexo F. A figura foi fornecida como um auxílio para o entendimento da inter-relação dos vários elementos de uma máquina e seus equipamentos associados. A figura é um diagrama de blocos de uma máquina típica e equipamentos associados mostrando os vários elementos dos mencionados nesta parte da IEC 60204. Os números entre parênteses () referem-se às cláusulas e subcláusulas nesta parte da IEC 60204. Entende-se na figura 1 que todos os elementos tomados em conjunto, incluindo as salvaguardas, ferramental/fixação, software e documentação, constituem a máquina e que uma ou mais máquinas que trabalham em conjunto com um nível de controla de supervisão constitui uma célula ou sistema de fabricação.

Deve-se lembrar de que uma máquina operada eletricamente deve ser projetada, construída e equipada de modo que todos os perigos decorrentes da energia elétrica sejam ou possam ser evitados. O perigo elétrico mais frequente é o choque elétrico. Através da corrente elétrica, podem ser causadas reações irreversíveis ao sistema nervoso e muscular, bem como queimaduras. Além disso, em decorrência de sobrecargas, arcos voltaicos ou descargas estáticas, podem ocorrer incêndios.

As máquinas devem ser equipadas de modo a evitar o contato direto com condutores energizados ou peças condutoras que se encontram normalmente sob tensão. O fabricante também deve prevenir contra perigos que podem surgir pelo contato indireto com uma massa ou uma peça condutora que se encontre eventualmente sob tensão. No Brasil, a Norma Regulamentadora 12 (NR 12) – Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos e seus anexos definem as referências técnicas, os princípios fundamentais e as medidas de proteção para garantir a saúde e a integridade física dos trabalhadores e estabelece requisitos mínimos para a prevenção de acidentes e doenças do trabalho nas fases de projeto e de utilização de máquinas e equipamentos de todos os tipos, e ainda à sua fabricação, importação, comercialização, exposição e cessão a qualquer título, em todas as atividades econômicas, sem prejuízo da observância do disposto nas demais Normas Regulamentadoras – NR aprovadas pela Portaria n.º 3.214, de 8 de junho de 1978, nas normas técnicas oficiais e, na ausência ou omissão destas, nas normas internacionais aplicáveis.

Ela determina que as instalações elétricas das máquinas e equipamentos devem ser projetadas e mantidas de modo a prevenir, por meios seguros, os perigos de choque elétrico, incêndio, explosão e outros tipos de acidentes, conforme previsto na NR 10. Devem ser aterrados, conforme as normas técnicas oficiais vigentes, as instalações, carcaças, invólucros, blindagens ou partes condutoras das máquinas e equipamentos que não façam parte dos circuitos elétricos, mas que possam ficar sob tensão. As instalações elétricas das máquinas e equipamentos que estejam ou possam estar em contato direto ou indireto com água ou agentes corrosivos devem ser projetadas com meios e dispositivos que garantam sua blindagem, estanqueidade, isolamento e aterramento, de modo a prevenir a ocorrência de acidentes.

Os quadros de energia das máquinas e equipamentos devem atender aos seguintes requisitos mínimos de segurança: possuir porta de acesso, mantida permanentemente fechada; possuir sinalização quanto ao perigo de choque elétrico e restrição de acesso por pessoas não autorizadas; ser mantidos em bom estado de conservação, limpos e livres de objetos e ferramentas; possuir proteção e identificação dos circuitos, e atender ao grau de proteção adequado em função do ambiente de uso. As instalações elétricas das máquinas e equipamentos que utilizem energia elétrica fornecida por fonte externa devem possuir dispositivo protetor contra sobrecorrente, dimensionado conforme a demanda de consumo do circuito. As máquinas e equipamentos devem possuir o dispositivo protetor contra sobretensão quando a elevação da tensão puder ocasionar risco de acidentes.

São proibidas nas máquinas e equipamentos: a utilização de chave geral como dispositivo de partida e parada; a utilização de chaves tipo faca nos circuitos elétricos; e a existência de partes energizadas expostas de circuitos que utilizam energia elétrica. Os dispositivos de partida, acionamento e parada das máquinas devem ser projetados, selecionados e instalados de modo que: não se localizem em suas zonas perigosas; possam ser acionados ou desligados em caso de emergência por outra pessoa que não seja o operador; impeçam acionamento ou desligamento involuntário pelo operador ou por qualquer outra forma acidental; não acarretem riscos adicionais; e não possam ser burlados. Os comandos de partida ou acionamento das máquinas devem possuir dispositivos que impeçam seu funcionamento automático ao serem energizadas.

voltar