QUALIDADE – Notícias

16/03/2017

Os ensaios em linhas de costuras

Da Redação

A NBR 15390 de 01/2017 – Linhas de costura – Determinação do comprimento por suporte de linhas de costura de fio fiado por medição direta especifica um método para determinação do comprimento por suporte de linhas de costura de fio fiado (incluindo fio fiado almado e fio para bordado), obrigatoriamente vendidas em uma base de comprimento, baseando na retirada da linha até o esvaziamento completo do suporte. Esta norma é aplicável na aceitação de remessas comerciais.

Para os efeitos desta norma, aplicam-se alguns termos e definições. O suporte de linha de costura é a forma de embalagem (cone, vicone, carretel, tubo, etc.), apropriada para o uso com determinado comprimento de linha. Linha de costura é o fio têxtil, podendo ser tratado com revestimento na superfície e/ou com lubrificante, destinado a ser usado na costura de uma ou mais peças de um a outro material. Linha fiada é a linha composta de fios fabricados com fibras descontínuas naturais ou manufaturadas (químicas). Linha fiada com alma é a linha em que um filamento sintético é coberta por fibras naturais ou manufaturadas (químicas).

A menor falha no desempenho da linha resulta em perda de investimento em material, equipamento, tecido e retrabalho. Por isso é importante conhecer sua linha completamente. Melhorar o conhecimento sobre a linha, analisar os seus parâmetros e escolher corretamente são papéis importantes no alcance de uma boa performance da costura com a qualidade desejada. Pode-se dizer que aparelhagem é o equipamento de medição direta por desenrolamento total do suporte de linha ou fio, com tensiômetro que deve ser calibrado quanto à metragem e a tensão. Para a preparação das amostras para ensaio, a pré-tensão especificada é de (0,5 ± 0,1) cN/tex, calculada segundo a densidade linear nominal.

Na ausência de uma indicação de título nominal, realizar um ensaio prévio, conforme a NBR 13214. O uso da pré-tensão tem por objetivo evitar erros no inicio do desenrolamento dos fios quando é necessário retirar o fio da inércia do enrolamento. A pré-tensão apresenta variações durante o procedimento do ensaio em função das irregularidades do fio têxtil, essas irregularidades são admissíveis pelo processo de costura e que tem origem na variação da distribuição de fibras ao longo do fio, pequenas variações de torção, etc. Desenrolar a linha de costura no suporte, determinando o comprimento total do suporte, em metros, pelo esvaziamento completo do suporte, mediante o uso de um equipamento para a medição direta com a pré-tensão necessária para iniciar e manter o desenrolamento da linha.

O resultado é expresso pela média dos comprimentos indicados no equipamento a cada corpo de prova, com o respectivo desvio-padrão. O relatório de ensaio deve conter as seguintes informações: utilização desta norma; descrição do material ou dos produtos amostrados e o método de amostragem utilizado; os metros da linha de costura por suporte e a metragem média contida em todos os suportes ensaiados; quaisquer desvios ocorridos durante a execução do ensaio.

Pode-se afirmar que as linhas de costura são fios especiais projetados e desenvolvidos para utilização em máquinas de costura. Elas formam os pontos com eficiência e sem rupturas. Não se deterioram durante a vida útil do produto. A função básica da linha é proporcionar aparência e desempenho nos pontos e costuras.

Há alguns fatores que afetam as funções da linha de costura, como a cor, brilho e finura/espessura devem ser considerados quando for escolher uma linha para propostas decorativas como costuras aparentes e bordado. Há outras considerações: tonalidade e combinação de cor, solidez da cor, seleção de ponto e uniformidade na formação de ponto. Pode-se observar que as linhas usadas em roupas devem ser duráveis o bastante para suportar a abrasão e o calor da agulha que ocorrem durante a costura, acabamento da peça, alongamento e durante a vestimenta.

A performance da linha nas roupas pode ser avaliada da seguinte forma: resistência da costura, resistência à abrasão, elasticidade, resistência química, flamabilidade e solidez de cor. Já a costurabilidade da linha é o termo usado para descrever a performance da linha de costura. A linha com boa costurabilidade é uniforme em diâmetro com um bom acabamento de superfície. A uniformidade longitudinal da linha contribui para uma resistência uniforme e reduz a fricção, quando passa pelos mecanismos de formação de ponto. Isto também minimiza as quebras de linhas, os custos que incorrem na repassagem da linha na máquina, reparo de pontos e produção de produtos com qualidade inferior.

Os parâmetros que definem a costurabilidade superior da linha são: sem quebras em costuras de alta velocidade, formação consistente de ponto, sem pontos falhos, nivelamento, para evitar diferenças de tensão durante a costura, um alto nível de resistência à abrasão, e uma superfície suficientemente suave, para passar facilmente através dos guias da máquina. Assim, as linhas podem ser classificadas de diferentes formas. Algumas classificações comuns são aquelas baseadas em: substrato, construção e acabamento

Baseada no substrato, a natural é o uso de linhas feitas de substratos naturais hoje é mínimo em aplicações industriais. No entanto, a linha natural mais comum utilizada é a de algodão. Sintético é devido às limitações das fibras naturais, as linha passaram a ser feitas a partir de fibras sintéticas, uma vez que tem propriedades desejáveis de alta tenacidade, alta resistência à abrasão e boa resistência química. Elas também não são significantemente afetadas por umidade, apodrecimento, mofo, insetos ou bactéria.

Baseada na estrutura de construção da linha, as linhas de fibra fiada são fabricadas usando-se fibras naturais ou sintéticas. A linha de poliéster fibra fiada é a mais amplamente utilizada. É mais forte que as linhas de algodão, comparando-se à mesma espessura e disponíveis em uma ampla variedade de espessuras e cores. A linha corespun é uma combinação de fibras fiadas e filamentos. A mais comum utilizada tem construção multicabos, cabo consistindo de um núcleo de filamentos de poliéster recobertos com fibras de algodão ou poliéster.

Esta linha combina a resistência do filamento de poliéster com a costurabilidade do algodão ou fibras cortadas de poliéster. A linha corespun geralmente é utilizada em costuras de alta velocidade em muitos tipos de roupas, especialmente naqueles que requerem alta resistência da costura. As linhas de filamentos são mais fortes do que as linhas de fibra fiada da mesma fibra e espessura.

Três tipos de filamentos são normalmente usados: a linha de monofilamento é feita de uma fibra contínua com uma espessura definida. Mesmo sendo forte, uniforme e barato para fazer, falta flexibilidade e é dura e áspera no toque. Como resultado, o seu uso é restrito a bainhas, cortinas e móveis estofados. A linha de monofilamento liso normalmente é feita de náilon ou poliéster e utilizado onde alta resistência é exigência primária. Ela consiste de dois ou mais filamentos contínuos torcidos juntos. É normalmente utilizado para costura de sapatos, roupas de couro e produtos industriais.

A linha de filamento texturizado é normalmente feita de poliéster e é usada primariamente como linha do looper em pontos de cobertura. Filamentos texturizados dão ao fio maior cobertura e alto alongamento, mas o deixa mais sujeito a enroscamento. Todas as linhas de costura convencionais começam seus ciclos de produção como fios singelos. Estes fios são produzidos pela torção de fibras curtas ou filamentos contínuos.

Alguns termos usados no contexto de construção da linha. O termo torção de uma linha refere-se ao número de voltas por unidade de comprimento solicitados para juntar as fibras/cabos para dar ao fio/linha resistência e flexibilidade. Uma linha com torção excessiva é também suscetível a problemas enquanto costura devido à vivacidade, que pode causar snarling, laços, nós e possíveis derramamentos que proíbem a formação do ponto.

A direção da torção é identificada como "S" para torção direita e "Z" para torção esquerda. A maioria das máquinas de ponto fixo e outras máquinas foram desenhadas para linhas com torção "Z". Linhas com torção "S" distorcem durante a formação do ponto. A espessura final da linha é denominada "Grist", "Etiqueta", "Tex" ou "Título". A linha deve ser a mais fina possível dependendo da solicitação de resistência da costura. Geralmente, as linhas mais grossas tem maior resistência, dado o mesmo teor de fibras e estrutura dos fios. Linhas mais finas tendem a misturar-se na superfície do tecido e são menos sujeitas à abrasão do que costuras com linhas mais grossas.

Linhas mais finas tem uma melhor performance com agulhas finas e produzem menos distorção nos tecidos do que agulhas grossas. Quanto à classificação baseada no acabamento da linha, os acabamentos são dados à linha por dois motivos: para melhorar a costurabilidade, pois alguns acabamentos envolvem melhoria da resistência, resistência à abrasão e lubrificação da linha; e para conseguir um requisito funcional específico, já que alguns acabamentos incluem bonderização, antiumidade, antifungo, resistência a chamas, repelente de água e acabamentos antiestáticos.

As linhas de costura são colocadas em diferentes tipos de embalagens, de acordo com os tipos, máquinas e necessidades da costura. A embalagem é importante para que não apresente problemas durante o transporte nem durante o uso em máquinas. Os pacotes podem ser identificados por cores, de acordo com a espessura e tipo de linha para fácil identificação.

Com uma grande variedade de linhas para escolher, é importante conhecer um pouco da terminologia associada com as propriedades das linhas para julgar a diferença entre seus tipos. A resistência à tração e a tensão a qual a linha quebra, são expressas em gramas ou quilogramas (força). a tenacidade é a resistência relativa obtida dividindo a resistência à tração pela espessura da linha.

A resistência à laçada é a carga necessária para quebrar um comprimento de linha que é laçado através de outro comprimento da mesma linha. A resistência mínima da laçada é a resistência da sua parte mais fraca (testado em linha com comprimento contínuo). O alongamento à ruptura é a quantidade pela qual a linha é esticada até o seu ponto de quebra, expresso em porcentagem do seu comprimento original.

O módulo é um termo usado para designar um valor numérico que indica a maneira na qual o tecido se comporta quando uma força de tração é aplicada. A elasticidade é a propriedade da linha em recuperar seu comprimento original após ser esticado por um determinado período. O encolhimento é o montante pela qual a linha se contrai sob a ação de lavagem ou aquecimento. Regain é a quantidade de umidade absorvida por uma linha expressa em percentagem de peso do material completamente seco.

E quais os requisitos de uma linha de costura de boa qualidade? Boa resistência à tração, escondendo os pontos seguramente durante a lavagem e vestimenta. A superfície lisa garante a ausência de falhas e menos atrito entre a agulha e o tecido durante costuras de alta velocidade. A linha deve ser bem lubrificada para melhorar a costurabilidade e resistência à abrasão.

A espessura e o diâmetro uniformes resultam em uma linha de costura que se move de forma suave e rápida através do olho da agulha e tecido. Isto também afeta a resistência à tração da linha, resistência à abrasão e a sua torção. Uma linha irregular pode formar pequenos nós e enroscar no olho da agulha. A boa elasticidade permite à linha recuperar imediatamente o seu comprimento original, depois que a tensão for liberada. A elasticidade da linha de costura afeta a resistência e a qualidade do acabamento da costura.

A boa solidez da cor fornece imunidade à linha contra diferentes agentes a qual ela será exposta durante a fabricação ou lavagem. A linha, então, deve ser uniformemente tingida. Linhas de baixo encolhimento sendo usadas em tecidos com alto encolhimento reduzem as chances de franzimento.

Boa resistência ao ataque químico é uma propriedade desejável da linha utilizada em roupas que sofrerão lavagens, alvejamento ou lavagem a seco. Boa resistência à abrasão garante uma boa performance da costura e torna a linha mais durável. Uma boa solidez da cor vai manter a cor original da linha, sem desbotar em lavagens ou exposições à luz. A cor da linha deve ser resistente aos diferentes agentes aos quais serão expostos durante fabricação e uso.

A solidez da cor pode ser medida contra água clorada, transpiração, manchamento em água fria, limpeza a seco, pressão – seco e molhado e alvejamento. O metamerismo mínimo pode ser alcançado por meio de avaliação da cor com a cartela de cores. É uma propriedade inerente de uma linha quando a mesma cor parece ser diferente sob diferentes condições de luz. Padrões de iluminação são frequentemente usados para combater os efeitos do metamerismo.

Saber as propriedades das linhas poderá ajudar a decidir a utilidade e o desejo de usá-las para seu trabalho específico. A linha de algodão encontrada em carretéis na maioria dos armarinhos e lojas de artesanato é ideal para costura básica. A maioria das linhas de algodão é mercerizadas, uma cobertura que faz o tingimento pegar mais fácil e resulta em uma aparência lustrosa. No entanto, essa linha de algodão tem limitações, como não ter pega e poder quebrar se usada em tecidos fluidos, como tecidos de malha elástica. Pelo lado positivo, algodão é ideal para tecidos e trabalhos delicados, como lingerie e tule.

Uma linha de algodão de média espessura (tamanho 50) é adequada para costurar uma vasta gama de trabalhos usando tecidos de algodão leve a médio, linho e viscose. O algodão trançado é feito de seis fios que foram torcidos juntos de forma frouxa. Esses são normalmente usados em bordados e em geral é melhor desenrola-lo para usar ou o resultado final ficará muito fofo, embora, com tecidos de trançado largo, às vezes pode ser muito efetivo usar todos os fios.

A linha em algodão perlé não pode ser dividida e é usada em trabalhos de bordado para produzir uma superfície lisa brilhante. O algodão para bordar é uma linha de algodão para bordar em diferentes pesos. Ela tem uma qualidade regular. A linha de frivolité não é um tipo diferente de linha, mas o tipo de algodão necessário para frivolité é muito específico. Ele deve ser altamente mercerizado e enrolado, por isso ela é muito firme e regular.

voltar