Artigos

14/06/2017 08:42

A qualidade nas organizações aeronáuticas, de espaço e defesa

Da Redação

A SAE AS9101F:10/2016 - Quality Management Systems - Audit Requirements for Aviation, Space, and Defense Organizations define os requisitos para a preparação e execução do processo de auditoria. Além disso, define o conteúdo e a composição para a auditoria de relatórios de conformidade e eficácia do processo para as normas da série 9100, a documentação do SGQ da organização e os requisitos legais e regulamentares dos clientes.

Os requisitos nesta norma são adições ou representam mudanças nos requisitos e diretrizes nas normas de avaliação de conformidade, auditoria e certificação, conforme publicadas pela ISO/IEC (ISO/IEC 17000, ISO/IEC 17021-1). Quando houver conflito com essas normas, os requisitos da norma 9101 terão precedência.

Nesta norma, o termo "normas da série 9100" inclui as seguintes normas do Sistema de Gestão da Qualidade Aeroespacial (Aerospace Quality Management System- AQMS): 9100, 9110 e 9120 que foram desenvolvidas pelo International Aerospace Quality Group (IAQG) e publicadas por vários organismos nacionais de normalização. Além desta norma, o IAQG publica material de suporte para a sua implantação no seu site: http://www.sae.org/iaqg/, que pode ser usado pelas equipes de auditoria ao executar o processo.

Esta norma foi revisada para incorporar os requisitos para os Organismos de Certificação (OC) credenciados introduzidos pela ISO/IEC 17021-1: 2015, as mudanças de 2016 feitas pelo International Aerospace Quality Group (IAQG) 9100 – a série de normas sobre os requisitos do Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ) e os inputs recebidos das partes interessadas relativos aos métodos de auditoria baseados em processos e à avaliação da eficácia do processo.

No Brasil existe a NBR 15101 de 07/2011 - Sistemas de Gestão da Qualidade - Requisitos para auditoria de organizações de aeronáutica, espaço e defesa que define requisitos para a preparação e execução do processo de auditoria. Adicionalmente, ela define o conteúdo e a composição para o relato da auditoria quanto à conformidade e eficácia de processo conforme as normas da série NBR ISO 9001, as documentações do sistema de gestão da qualidade da organização e os requisitos regulamentares ou do cliente.

A auditoria é uma ferramenta básica para avaliar a implementação eficaz e a conformidade do sistema de gestão da qualidade com os requisitos. Além da determinação da conformidade, esta norma foca a avaliação da eficácia do sistema de gestão da qualidade e seus processos associados. Não é somente requerido que a organização esteja em conformidade com os requisitos do sistema de gestão da qualidade, mas que seja eficaz em atender às expectativas do cliente e fornecer produtos que atendam a estas expectativas.

Em outras palavras, uma organização deve cumprir os requisitos da norma de sistema de gestão da qualidade e ao mesmo tempo fornecer produtos que satisfaçam as expectativas do cliente. As normas referenciadas entre colchetes [ ] na Seção 4 devem ser atendidas antes desta norma. O Anexo A contém os requisitos do sistema da qualidade da NBR ISO 9001 e em negrito estão os requisitos da NBR 15100.

Adicionalmente, esta norma considera os novos requisitos das normas da série NBR 15100 revisadas em 2009 (por exemplo, itens críticos, requisitos especiais, desempenho de entregas no prazo, gestão de riscos e gestão de projeto). Ela apoia o compromisso e a avaliação da abordagem por processos do sistema de gestão da qualidade de uma organização, como requerido pelas normas da série NBR 15100.

Na avaliação do sistema de gestão da qualidade de uma organização, existem perguntas básicas que convém que sejam feitas sobre cada processo, como, por exemplo: o processo é identificado e definido adequadamente?; as responsabilidades são atribuídas?; os processos são implementados e mantidos?; o processo é eficaz em alcançar os resultados desejados? As respostas a essas e outras perguntas associadas irão contribuir com os resultados da avaliação.

Adicionalmente, a qualidade do produto (como entregue), a satisfação do cliente e a eficácia do sistema de gestão da qualidade podem ser consideradas como inter-relacionadas. Este relacionamento convém que seja refletido no processo de auditoria e nos resultados associados. Dessa forma, define-se os registros e relatórios da auditoria a serem gerados e mantidos. Eles são críticos em prover evidência objetiva da conformidade do sistema de gestão da qualidade (incluindo a eficácia do processo) e relato dos resultados da auditoria.

Eles podem ser utilizados para informar, de uma forma/estrutura-padrão, a organização e seus clientes. Registros e relatórios a serem gerados são identificados nesta norma como Anexos e devem ser utilizados para cumprir os requisitos do relatório. Os modelos eletrônicos destes documentos estão disponíveis pelo IAQG. O processo de auditoria e as atividades associadas (ver 4.1.1) devem ser utilizados durante as auditorias e certificação de sistemas de gestão da qualidade em indústrias de aeronáutica, espaço e defesa.

O processo de auditoria estabelecido para auditar a conformidade, incluindo a determinação da eficácia dos sistemas de gestão da qualidade conforme a família de normas NBR ISO 9001, deve atender aos requisitos da NBR ISO/IEC 17021 e aos requisitos adicionais definidos por esta norma. Os requisitos do processo de auditoria consistem em três partes principais: as fases do processo de auditoria (ver 4.1.1); as informações sobre das atividades comuns (ver 4.2) que devem ser usadas para apoiar as fases da auditoria; e os requisitos específicos para cada fase da auditoria (ver 4.3).

A auditoria pode ser conduzida através do uso de vários métodos de auditoria, para determinar a conformidade do sistema de gestão da qualidade, incluindo a determinação da eficácia. A metodologia definida em 4.1.2 é complementar às práticas de auditoria da NBR ISO 19011 e pode ser aplicada para estabelecer as trilhas da auditoria e facilitar a coleta de informações.

O planejamento da auditoria, a auditoria onsite e o relatório da auditoria são atividades comuns ligadas às auditorias Fase 1 e Fase 2, à supervisão e à recertificação. A gestão da não conformidade é comum para auditorias Fase 2, supervisão e recertificação. Os requisitos para as atividades e/ou atividades comuns que se aplicam a cada fase do programa de auditoria estão indicados na tabela acima. As atividades da Fase 1, Fase 2, supervisão e recertificação devem ser descritas no programa de auditoria estabelecido durante a fase de atividades de pré-auditoria.

voltar