QUALIDADE – Artigos

13/06/2018

Como o processo de transformação digital vai impactar o crescimento da tecnologia SD-Wan

*Por Cristian Nascimento

O mundo corporativo está cada dia mais globalizado e conectado. Para garantir a eficiência de sua operação, uma empresa que deseja atuar entre os principais players do mercado, precisa estar apta a processar arquivos armazenados em unidades distribuídas por diversos pontos do mundo e permitir o acesso e troca de informações, remotamente e em tempo real. Por conta desta necessidade, cada vez mais, as empresas estão investindo fortemente em ferramentas de Transformação Digital (DX) e 3rd Plataform Technologies, como Cloud, Big Data e Analytics, Mobilidade e Social Business.

Porém, para dar suporte ao investimento nestas tecnologias, é essencial desenvolver uma boa estratégia de rede, que permita um acesso rápido, seguro e eficaz a essas informações, que podem ser sigilosas e cruciais para o sucesso do negócio. A escolha do tipo de rede que será usada deve ser pautada em quatro pontos primordiais: custo-benefício, segurança, privacidade e controle.

Neste cenário, vemos uma tendência ganhando bastante força no mercado internacional, a tecnologia SD-Wan. Conhecida como uma excelente alternativa para baratear o custo e oferecer mais segurança e controle da rede, a tecnologia SD-Wan  (Software Defined Wan)  promete dominar o Brasil nos próximos anos. Segundo previsão do IDC – International Data Corporation (líder mundial em inteligência de mercado), estima-se que o mercado SD-Wan deve alcançar US$ 8 bilhões em 2021, uma expectativa que revela o promissor potencial mundial desta ferramenta.

Esse crescimento deverá ser alavancado pela necessidade das empresas que estão investindo em Transformação Digital (DX) e implementando 3rd Plataform Technologies, como Cloud, Big Data e Analytics, Mobilidade e Social Business. A tendência é que essas tecnologias de transformação digital aumentem o fluxo de informações, elevando a importância da rede para os negócios.

A troca de informações via SD-Wan oferece diversas vantagens para as companhias, gerando mais agilidade, economia de recursos, maior controle de latência e mais segurança para dados armazenados em nuvem.

A tecnologia SD-WAN possibilita que a SDN seja formatada para criar rapidamente uma “WAN híbrida” inteligente, englobando uma VPN IP destinada a empresas. A SD-Wan pode recorrer a qualquer protocolo de transmissão: ADSL, 4G, MPLS, Links Dedicados e Internet, para proporcionar os melhores custos e benefícios para aplicações mais sensíveis.

A tecnologia permite às empresas independência e flexibilidade na transmissão de dados. Desta forma, a SD-WAN permite que o tráfego seja enviado, de forma automática e dinâmica, pelo caminho mais adequado da WAN, considerando as melhores condições de segurança, exigências da qualidade de serviços e desempenho, fornecendo redundância e alta disponibilidade,  previamente definidas e programadas pela empresa.

As redes MPLS têm sido preteridas pelas empresas em função dos altos custos e falta de flexibilidade para as operações. Porém, a abordagem SD-Wan, considerada uma evolução das redes, traz uma nova realidade, na medida em que facilita o gerenciamento através de recursos de dispositivos de rede programáveis, que podem ser alterados remotamente, e a escolha do melhor roteamento, dois pontos fundamentais para a otimização de performance e agilidade.

Num cenário hipotético, uma rede de farmácias com diversas unidades que precisam estar interconectadas, poderia utilizar SD-WAN  nas pontas para reduzir custos e garantir alta disponibilidade. Isso pode ser feito somando redes de alto desempenho (Link Dedicado), com redes mais baratas (ADSL, 4G, etc) conectadas ao appliance ou servidor SD-WAN, independente da simetria de bandas. O SD-WAN garante a escolha do melhor caminho criando métricas de desempenho. Dessa forma, caso um dos links apresente redução de desempenho, o outro é utilizado.

Embora ainda seja pouco difundida no Brasil, o sucesso internacional da aplicação da tecnologia SD-Wan revela importantes benefícios que poderão auxiliar muito a performance de TI das empresas, principalmente em mercados emergentes, como o Brasil. Sem dúvidas, este é um tema que deve estar no radar de executivos e profissionais de TI do País que não pretendem perder vantagem competitiva neste cenário de transformação digital.

*Cristian Nascimento é diretor da Telium Networks, empresa focada em de Telecomunicações e Data Center para o mercado corporativo. (www.telium.com.br)

voltar